KOGI, AS CRIANÇAS DO PRÓXIMO “MILÊNIO”…

Posted by Thoth3126 on 22/06/2017

A HISTÓRIA DOS KOGI: AS CRIANÇAS DOS PRÓXIMOS MIL ANOS

A história que vocês estão prestes a ler é verídica, mas também incomum. Tanto que, se vocês não tiverem a mente aberta, ela parecerá impossível. E se vocês não tiverem um coração aberto, a história não será sequer compreendida para que possa ser vivida.

Ao entardecer, dizeis: haverá bom tempo porque o céu está rubro. e pela manhã: hoje haverá tempestade porque o céu esta vermelho-escuro. Hipócritas ! Sabeis, portanto discernir os aspectos do céu e não podeis reconhecer  os sinais dos tempos”  – Mateus, 16: 2,3

Edição e imagens:  Thoth3126@protonmail.ch

A HISTÓRIA DOS KOGI: AS CRIANÇAS DOS PRÓXIMOS MIL ANOS

Drunvalo Melchizedek é um homem gentil e generoso, que “entrou” no seu corpo físico adulto em 1972 e que conserva plena memória através de diferentes existências  e de dimensões variáveis de consciência. Ele é um consumado cientista, físico, inventor, curador, escritor e professor.

Seu principal propósito ao vir para nosso mundo tridimensional neste momento é ajudar a população da Terra a fazer uma transição suave através da vindoura Mudança das Eras.

Nos últimos anos, tenho estado na Península do Yucatán várias vezes trabalhando com o xamã maia Hunbatz Men. Ele tem realizado nos tempos que correm as cerimônias dos antigos sacerdotes maias para trazer e estabilizar as novas energias de nosso Sol — energias que nunca entraram na Terra e que estão alterando a maneira de como percebemos a vida.

Seu trabalho é muito importante para o desenvolvimento do novo mundo na Terra e para o nascimento de nossa nova consciência.

Alguns meses atrás, um homem chamado Ellis, que trabalhava junto de Hunbatz Men, veio ter comigo e começou a me contar esta história. Ele disse que na Colômbia, nas profundezas da floresta amazônica, havia uma tribo aborígine chamada Kogi. Não tinham idioma e “falavam” uns com os outros apenas telepaticamente.

Na verdade, eles produziam pequenos sons, que não eram, contudo, organizados de forma lógica num padrão, tal como um alfabeto. Eram meramente sons, mas que vinham do coração, não da mente, e criavam imagens na cabeça da pessoa, de forma que ela conseguia “ver” o que a outra estava comunicando.

Ellis disse que sem dúvida eles eram capazes de viajar fora do corpo e sabiam tudo o que estava acontecendo ao redor do mundo, embora nunca tivessem fisicamente saído de sua terra natal, a imensidão da floresta amazônica. Nunca tinham sequer tentado se comunicar com o mundo externo, exceto com um uns poucos afortunados.

Os Kogi não nos vêem como se estivéssemos “dormindo,” como várias das religiões hindus e orientais nos percebem. Os Kogi nos vêem como se estivéssemos “mortos”. Nós NÃO estamos vivos, somos, sim, apenas sombras da energia que poderíamos ser.

Cristo, porém, disse-lhe: Segue-me, e deixa os MORTOS (em consciência, mesmo estando vivos em corpo humano) sepultar os seus mortos”. Mateus 8:22

Não temos bastante consciência e consequentemente energia de força vital para sermos por eles classificados como pessoas reais (“Vivas”). Os Kogi acreditavam que, com o uso de suas capacidades psíquicas, podiam ver claramente o futuro. E o que viam era semelhante ao que muitas outras tribos em todo o mundo também viam: um mundo que estava prestes a ser destruído pelo mau uso (ou ausência quase total)  da consciência.

Então, há algum tempo, eles viajaram por todo o mundo em seus corpos de luz procurando alguém que estivesse vivo. Em todo o mundo, conseguiram encontrar só mais uma tribo, cujos integrantes eram maias e moravam nas profundezas das florestas da Guatemala. Ficaram muito contentes por descobrir mais gente “viva”.

Mas segundo a crença dos Kogi, sua profecia, com a vinda do Eclipse em 11 de agosto de 1999, todo o mundo pararia, e só os Kogi e esta outra tribo maia sobreviveriam para habitar a Terra. Por isto ficaram tão felizes ao encontrar alguém, além deles, que compreendia o momento.

Então, quando o eclipse lentamente revelou sua face em 11 de agosto, ficou claro para os Kogi que algo acontecera desde a época em que vasculharam o mundo em busca de vida, algo que eles não conseguiam entender. Pois a “grande mudança” acontecera, e nós, os mortos, ainda estávamos aqui. Deveríamos ter nos dissolvido, voltando a ser apenas Sonho. Não que eles quisessem isso, não era essa sua natureza. Simplesmente deveria acontecer.

Então, os Kogi se puseram a tentar descobrir por que os mortos ainda estavam na Terra, e à medida que vasculhavam os registros vivos e vibrantes desta Realidade, encontraram exatamente onde acontecera e por que acontecera.

Alguns dos mortos tinham ganhado vida e criado um sonho que continha força vital suficiente para salvar o mundo (quase morto) que conhecemos. Segundo nossas condições, alguns de nós tínhamos criado um mundo paralelo no qual a vida poderia continuar a crescer, um mundo no qual os mortos (inconscientes) poderiam se tornar vivos (conscientes). Os Kogi foram específicos, localizando exatamente quem eram estas pessoas que estavam criando esta mudança que alterara o destino do mundo.

Os Kogi viram estas pessoas com corpos vivos de luz à sua volta, pessoas que tinham ativado seus corpos de luz, ou em termos antigos, sua MerKaBah. 

Como fui um dos professores que transmitiram estas informações, os Kogi enviaram um mensageiro a Ellis e de Ellis para mim. Eles me enviaram um pouco de tabaco embrulhado num pedaço de algodão vermelho vivo, dizendo simplesmente: “Obrigado.”

Alguns meses depois, os Kogi mandaram a Ellis outro presente para me dar com uma mensagem. O presente era uma pequena bola feita de resina de árvore escura e pegajosa mais ou menos do tamanho de uma ameixa. Tinha cheiro da floresta. Havia neste presente de resina uma energia que eu sentia em minhas profundezas. Eu sentia a ligação em meu coração.

A mensagem dizia que eles enviariam alguém para me ensinar a falar sem palavras de forma que pudéssemos nos comunicar. Disseram então que, quando a ligação e a comunicação fossem estabelecidas, pediam que eu entrasse na floresta colombiana e visitasse sua tribo. E que se eu visitasse o mundo deles, eles visitariam o meu.

Estariam então preparados para, pela primeira vez na história de sua tribo, sair da floresta, e aparecer na televisão no mundo todo, nada menos, para falar conosco — seja qual for o significado de “falar,” visto que, pelo que sabemos, eles não têm idioma, embora eu não tenha certeza. E o que têm a dizer, também não sei. Mas por meio deste pequeno pedaço de resina de árvore, estou começando a sentir.

menina-flores Quando Ellis foi embora depois desta segunda visita, sentei-me a pensar em todo este acontecimento. Era verdade que os Kogi conseguiam ver com tanta clareza a Realidade? Iam realmente enviar alguém para me ensinar a falar sem palavras? O que realmente significava tudo aquilo? Meditei com os anjos, mas eles simplesmente aprovaram o que estava acontecendo e não me deram informações nem assistência.

Então, no mês passado, no dia 10 de novembro, dei um seminário Terra/Céu no (cidade do) México. Vieram aproximadamente 100 pessoas de todo o México, América Central e do Sul, e um dos países do qual veio muita gente foi a Colômbia. Neste grupo havia uma jovem cujo nome vou omitir para protegê-la.

Era diferente de todos os outros colombianos. Sempre que entrávamos num espaço sagrado e sentíamos a presença de Deus, ela começava a aparentemente enlouquecer de êxtase. Não que isso fosse realmente incomum, mas era extremo.

Esta mulher se tornava primitiva. Todo seu corpo começava a tremer, e um pessoa diferente emergia dela, fazendo com que suas palavras produzissem uma sensação diferente e ela apresentasse uma linguagem corporal diferente. Eu a observava, buscando a razão por que ela fora ao seminário e procurando uma maneira de ajudá-la.

Então, no último dia do seminário, aconteceu. O grupo formara um grande círculo, e estávamos cantando para Deus. Esta moça se desligou do círculo e começou a dançar de maneira primitiva e desinibida no centro do círculo. Abandonou-se e pareceu perder o controle.

Fui até ela e peguei-lhe a mão para confortá-la, ela agarrou minha mão e me olhou fundo nos olhos, fazendo um som suave e veemente. O som foi diretamente ao meu coração e vibrou exatamente em meu centro, e consegui “ver” o que ela estava dizendo. Eu nunca experimentara coisa parecida. Naquele momento, não entendi o que estava realmente acontecendo. Meu coração simplesmente reagiu.

Levei-a para fora do círculo e me sentei olhando-a. Então, ela fez outro som, e meu corpo respondeu com um som semelhante que nunca viera de mim. Instantaneamente estávamos conversando de uma maneira nova e profunda, tão bela, tão completa.

Fazia todos os idiomas do mundo parecerem inadequados e obsoletos. Durante duas horas, comunicamo-nos por meio de imagens plenas de cor e profundidade, com toda a completitude sensória da vida real. Aprendi muito. Aprendi sobre a vida, e aprendi sobre aquela mulher dentro de uma mulher.

Por meio de seus sons, ela me mostrou de onde viera, uma pequena aldeia vizinha à tribo Kogi. Mostrou-me seu marido e seus três filhos. Conheço-os como se fossem minha família. Levou-me a visitar sua aldeia, quando conheci outros dois homens mais velhos que eram da tribo Kogi. Mostrou-me como sua tribo lhe pedira para entrar no corpo desta mulher e vir me ver.

Ela fora instruída a ensinar-me a falar sem palavras. Disseram-lhe que, assim que tivesse feito só esta única coisa, poderia sair do corpo desta mulher e voltar para casa e ficar com sua família. Sentia muita saudades do marido e dos filhos. Pude “ver” como, quando aquela moça voltasse para casa, ela sairia deste corpo. Pude ver seu próprio corpo deitado sobre um monte de capim dentro de uma cabana de sapé esperando este momento.

Quando voltei para casa, vi minha mulher, Claudette, a quem amo tanto, sob uma luz nova. Amava-a de modo diferente, porque podia ouvir os sons vindos de seu coração. Podia ver sua dor e sua alegria. Eu estava tão contente por causa desta experiência com os Kogi, mas ainda não sabia o que estava acontecendo comigo. Parecia trazer uma grande expectativa de algo por vir.

Então, duas semanas atrás, dei um seminário Terra/Céu em Maryland. Enquanto estava me arrumando e preparando para o seminário, contei esta história a uma mulher chamada Diane, que estava ajudando no seminário. Ela perguntou se eu iria demonstrar estes sons. Concordei em fazê-lo.

Sentamo-nos de frente um para o outro, e pedi-lhe que fechasse os olhos. Então veio um som de meu coração e no mesmo momento uma imagem apareceu em minha mente. Era a imagem completa de um gato grande, uma suçuarana (onça), caminhando à margem do Amazonas, perto da água. Então saltou para uma árvore e começou a andar na beira de um galho longo e pesado que lentamente se inclinou até o chão. O felino saltou de volta ao chão e continuou a caminhar à beira da água. Abri os olhos. Tudo isto só durou cerca de um minuto.

Perguntei a ela o que vira, e ela começou a me contar exatamente o que eu tinha visto. Descreveu tudo perfeitamente. Uma alegria brotou em meu coração.

Então, pedi-lhe que fechasse os olhos novamente. Outro som lento e estranho veio de meu coração, e instantaneamente outra imagem. Eu não apenas vi, como também experimentei o que parecia ser eu mesmo, saindo flutuando do corpo da mulher da Colômbia e me erguendo no ar. Então, senti que começava a voar muito rápido por cima da floresta. Via as árvores se movendo rapidamente abaixo de mim.

Cheguei rapidamente a uma aldeia, e senti que descia para mais perto do chão, na direção de uma cabana de sapé específica. Logo depois, eu estava dentro do corpo desta mulher da tribo, olhando o mundo pelos seus olhos. Ela sabia que eu estava lá. Ela não se importou; devia acontecer.

O marido rapidamente segurou a mulher/a mim, obviamente feliz por ela/eu ter voltado. Ele também sabia que eu estava lá e também estava muito contente. Então, todos os três filhos dela vieram correndo e começaram a abraçá-la e acarinhá-la. O mais jovem veio e começou a mamar em seu peito. Foi uma experiência muito comovente encontrar esta família que eu não conhecia, e no entanto conhecia. Então abri os olhos.

Esperei um momento para me centrar depois desta experiência, e então perguntei a Diane o que ela vira. Começou dizendo que se experimentara como um “bicho” a sair do corpo desta mulher. Então se ergueu ao céu e começou a voar sobre as árvores de uma floresta. Ela observou como descemos para a cabana de sapé e nos encontramos com a família. Viu tudo perfeitamente.

Fiquei longo tempo sentado. Podia sentir que estava diante de uma dádiva de valor incomparável. Mas o que significava para mim ou para o mundo? Tudo foi uma experiência tão incomum que ainda não sei o que significa.

Quando voltei para casa, depois do seminário de Maryland, todas as noites, nos primeiros sete ou oito dias, dava comigo sonhando que estava “em casa” nesta aldeia. O sonho durava a noite inteira, e me lembrava de todo ele na manhã seguinte. Sonhava que estava fazendo minhas tarefas na aldeia e levando minha vida, cuidando de meus filhos e marido. Muitos, muitos homens das duas tribos vinham ter comigo, fazendo-me perguntas por meio de sons que produziam imagens.

Eram pessoas lindas e, sim, estavam todas “vivas.” Compreendi por que nos consideravam mortos. Eu podia “sentir com a visão de meu coração” o que elas queriam dizer. Sabia que tinham intenção de ajudar se pudessem. Estavam espantadas por eu estar lá. E eu também.

Agora, isto é só o começo. Os Kogi estão entusiasmados com a maneira como estamos crescendo. Querem vir a nós. Se Deus quiser, eles virão. Pediram-me agora para lhes dar uma mensagem em seu idioma se vocês puderem aceitá-la — vocês descobriram seus corpos de luz e estão mudando o mundo por meio de suas vidas. 

Vocês estão mudando o mundo, transformando-o em luz. Não tenham medo de sua inocência e de sua natureza infantil; estão perto de Deus. Deixem sua imaginação pairar, entrando num Sonho no qual o amor envolve todos os acontecimentos, então vejam-no como real. Deixem que os sons de seus corações falem com os que não estão vivos. Vocês lhes mostrarão o caminho por meio de seu exemplo. Agora mostrem-lhes o caminho a partir de dentro. Escutem, e seu coração falará. Estamos com vocês agora. Vamos ajudá-los.” 

Que os próximos mil anos sejam dourados, e que as crianças inocentes mostrem o caminho. Eu amo vocês. Drunvalo Melchisedek.

Bem-aventurados os mansos, porque eles herdarão a terra” Mateus 5:5

Permitida a reprodução desde que mantida a formatação original e a citação das fontes.

www.thoth3126.com.br

“TORNARAM-SE TÃO ACOSTUMADOS COM SUAS SEVERAMENTE LIMITADAS VIDAS COMO SERES HUMANOS QUE ELAS LHES PARECEM NORMAIS”

O processo de despertar da humanidade para muitos que, agora, estão tomando consciência, parece muito estranho o fato de que são seres espirituais tendo uma experiência humana muito temporária. Na medida em que sentem o impulso ou ouvem o chamado para atenderem suas vidas interiores e suas vidas espirituais e, tendo-lhes dedicado muito pouco de seus tempos ou atenção, até agora, parece-lhes algo um pouco ameaçador e bastante exigente.

Para as pessoas, novos interesses ou ocupações, muitas vezes, parecem um pouco ameaçadores, porque elas se acostumaram a seguir uma rotina regular que funciona para elas e que não gostam de mudá-la e, novos interesses ou ocupações novas sempre exigem mudanças.

Se procuradas, elas podem ser excitantes e energizantes, todavia, se lhes parece que estão sendo impostas a fazer algo, resistem fortemente. Com o último cenário, frequentemente entram em negação e se recusam a abordar o assunto referente às mudanças. E mudança, é o único aspecto imutável da ilusão!

Agora, na Terra, na medida em que aqueles que leem as mensagens canalizadas dos reinos espirituais estão bem cientes, enormes mudanças estão acontecendo, mudanças que podem parecer impactantes enquanto a velha ordem e a rotina que ela gerenciou se colapsam. Conflitos e violências estão surgindo em muitos lugares inesperados, na  medida em que a herança cármica de milhares de anos de vida no plano terrestre sobe à superfície da consciência coletiva da humanidade para ser reconhecida, aceita, perdoada e liberada.

E, porque, a dor e o sofrimento que estão sendo revelados são tão intensos, muitos estão em choque. O pequeno e seguro mundo, em que tantos procuraram refúgio, está provando não ser nada do prometido. Realmente, está proporcionando um intenso despertador para a humanidade, uma vez que está a conduzi-los para o despertar, para a plena consciência e que, apesar, de todas as aparências em contrário, realmente, é uma razão para alegria.

Ao se alegrarem, elevam seus campos vibratórios e inspiram-se, encorajando-os a permitirem que suas energias criativas fluam. E, quando elas fluem livremente e vocês se envolvem com elas ou seguem com elas suas motivações para fazer algo se intensifica. São todos criadores, assim, como Deus é e, quando estão envolvidos criativamente, sem julgamento ou ansiedade, a alegria preenche seus corações. Criar é ser semelhante a Deus e, porque Deus os criou à Sua própria imagem e semelhança, todos vocês são como Ele, criadores.

O sentido humano de estar separado, um ser individual separado de todos os outros, encoraja um sentimento de inadequação, por causa das limitações que o ser humano impõe sobre si mesmo. Ou seja, veem os outros fazendo coisas que não podem fazer e se sentem menores do que eles. Então, tentam compensar essa inadequação trabalhando mais, estudando mais e obtendo mais qualificações para competir com os outros e vencerem.

No entanto, todo o ponto de ser humano é reconhecer seu próprio lado criativo e desenvolver isso, que é bem diferente de qualquer outro. Na verdade, é único porque, ninguém, é igual a qualquer outra pessoa. Quando se honram com suas próprias singularidades, suas próprias habilidades criativas individuais e se permite desenvolvê-las, encontram satisfação e contentamento, e não precisam mais se medirem contra os outros e julgarem as diferenças entre vocês como boas ou más, certas ou erradas.

E então, é claro, não surgem conflitos. O conflito surge porque seus egos continuam gritando: “eu, eu, eu!” E eles fazem isso porque se sentem inseguros, ameaçados, não apenas pelas competências e habilidades que veem em outros e que eles não podem ver em si mesmos, mas que, também, porque não reconhecem como valiosas suas próprias e diferentes habilidades criativas.

Não podem ser como outras pessoas, só podem ser vocês mesmos e, ainda assim, em muitas culturas existe um constante e contínuo julgamento coletivo, sugerindo que se pudessem ser como qualquer outra pessoa, seriam muito mais felizes com, aqueles julgados por vocês como sendo os escolhidos para serem aceitos como mais válidos do que si próprios.

No entanto, cada pessoa é única. Deus as criou perfeitamente como são e Ele não deseja que tentem ser como qualquer outra pessoa. Tentar ser uma pessoa melhor, sendo como outra pessoa é renunciar a si mesmo e repudiar o belo ser que seu Pai amoroso criou. Na verdade, é um julgamento negativo de Deus!

Todavia, Deus não se ofende, Ele é Amor perfeito, infinito e incondicional, aceitando a todos de forma completa e plena. Ele não faz exceções porque criou a todos como aspectos perfeitos ou partes de Si mesmo, exceto pelo fato de que não são partes ou aspectos d’Ele e sim são todos UM com Ele. Julgá-lo, seria como julgarem a si mesmos e isso não faz sentido.

Atenta e regularmente, precisam se concentrar na verdade divina de que vocês e Deus são UM. Precisam se manter lembrados disso. Existe um ditado na grande comunidade mundial de auto-aperfeiçoamento que diz “Imite até fazer isso!” Bem, já fizeram isso. São o que são, devido a religião, culturas, etnias e várias outras influências que atuaram nos seus crescimentos e desenvolvimento humano, apenas, por se recusarem a estarem cientes disso.

A escolha original para experimentar a separação de Deus, construindo a ilusão e se mudando para dentro dela, incluía a  escolha  de, então, serem inconscientes de suas heranças divinas. Queriam desfazer seus relacionamentos eternos em serem UM com Deus e seguirem sozinhos, separados, descompactados, desconectados da Fonte que é cada um de Vocês!

E, com suas poderosas energias criativas, conseguiram construir um ambiente onde parece que estão sozinhos, sendo seres muito pequenos e insignificantes num vasto e esmagador Cosmos. Mas é claro que vocês são esse cosmos e tudo o que mais existe! Só existe Deus. Não há nada além d’Ele e, portanto, cada um de vocês é Ele, todavia, com quase toda consciência desse sublime estado ausente de suas consciências enquanto estão em forma humana.

Despertar, como estão fazendo é, mais uma vez, conhecerem a si mesmos UM com Deus, inseparáveis d’Ele e eternamente criadores com Ele para o deleite e alegria em fazê-lo. E essa alegria é totalmente além da descrição e de suas capacidades de conceberem em seus estados severamente limitados de estarem como seres humanos. Escolheram a limitação porque a ideia parecia favorável. Entretanto, não perceberam quão intensa seria essa limitação ou quão incapacitados e fracos se sentiriam, confinados, dentro de seus corpos humanos.

Seus corpos são essenciais para suas permanências na ilusão e podem proporcionar alegria e prazer, bem como dor e sofrimento. Todavia, não podem abraçar a plenitude do campo de energia que é Deus, que é o Amor, que é a Realidade. Se tentassem fazê-lo, se desintegrariam instantaneamente e muito violentamente, exigindo de vocês um período muito longo de descanso e recuperação do choque de um evento tão intenso.

O processo de despertar foi planejado com cuidado e divinamente para garantir que viesse a acontecer suave e gentilmente e com a intensa experiência de serem amados. Quando sentirem o Amor que está sendo oferecido, serão incapazes de resistir ou recuarem d’Ele, porque, Sua atração é muito forte e que irá atraí-los para casa, que é, onde, no nível mais profundo de cada um de vocês sempre estiveram.

Despertar não exige nada de vocês. Tudo que precisam fazer é permitirem que aconteça. Tornaram-se tão acostumados às suas vidas severamente limitadas como seres humanos que lhes parece normal e, então, ficam muito relutantes em abrir seus portões para isso. Para a maioria de vocês parece que seus corpos humanos propicia a única forma de vida disponível e que, mesmo que seja muito dolorosa não desejam se desfazer dela.

O propósito de, diariamente, irem para aquele sagrado santuário interior, onde a Luz do Amor de Deus queima continuamente, é de se tornarem suavemente aclimatados com o Amor. O Amor é PODEROSO! Vocês não têm ideia de quão poderoso Ele é e que, quando, se reconhecerem mais uma vez como Amor, como desejam, a alegria e a maravilha – o Tsunami do Amor – inundará seus corações, na medida em que, mais uma vez, se tornarem conscientes de Quem São, perfeitos filhos de Deus, para sempre UM com Ele em resplendor e glória.

Todos os desejos, necessidades e medos terão se dissolvidos na medida em que a Unidade que é Deus e cada um de Vocês, mais uma vez, estarão conscientemente reconhecidos e amorosamente abraçados. Existe um ditado bem conhecido que diz: “O Lar é onde o coração está!” E isso é verdade.

Com muito Amor,

Saul.

Canal: John Smallman

Fonte: http://johnsmallman.wordpress.com/

Tradução: Sementes das Estrelas / Candido Pedro Jorge

LEI DA ATRAÇÃO: A PARTIR DA NOSSA VIBRAÇÃO, ATRAÍMOS TODAS AS SITUAÇÕES QUE VIVENCIAMOS.


Adriano Rizk
02 de junho de 2017

Além do certo e errado – A Lei da Atração e o Caminho da Transcendência

“Há uma diferença entre conhecer o caminho e trilhar o caminho” – diz o personagem Morfeu, em um trecho do filme Matrix.

Quando dizemos que ler um livro é um ato exclusivamente teórico ou que fazer exercícios físicos é uma ação totalmente corporal, estamos separando a mente do corpo. Ao consolidarmos esse tipo de crença, que somada a outras de vibração similar, formamos alguns de nossos paradigmas limitantes que atraem o medo.

Medo é a ilusão da separação, da dualidade expressa através de polaridades.

O medo manifesta-se quando esquecemos que somos um com o Todo, quando nos distanciamos da vibração de nossa própria alma, quando nos falta fé.

As concepções de certo e errado, por exemplo, criam estruturas sólidas para a proliferação do medo.

Embora a dualidade possa expressar dor, ainda assim, serve a propósitos evolutivos, de expansão de consciência.

Por exemplo: não é possível exprimir a totalidade dos sentimentos em palavras. E nem por isso as palavras deixam de ter sua importância, inclusive estas podem ser ferramentas fundamentais para a apropriação dos sentimentos.

Tudo está interligado. A realidade é a expressão de um imenso holograma. Vivemos numa grande teia energético-consciencial, na qual a evolução de um único ser afeta todos os demais, todo o seu entorno (isso é o chamado efeito borboleta).

E a polaridade permite treinarmos nosso olhar sobre nós mesmos a partir do DES-envolvimento, ou seja, de nossa capacidade de observar nossa própria vida com um certo distanciamento, sem nos julgarmos.

Uma pessoa que inicia uma dieta, por exemplo, ao olhar-se diariamente no espelho, não percebe as alterações em seu próprio corpo, do mesmo modo que seu amigo que ficou uma semana sem vê-la. Observar a estética do próprio corpo é mais difícil que observar a estética do corpo do outro.

Quando não estamos envolvidos diretamente numa situação, nosso olhar não precisa estar carregado dos sentimentos e emoções que aquela circunstância proporciona.

As polaridades são ótimas metáforas para nossa jornada em direção ao caminho do meio, da harmonia.

Voltemos à nossa infância, ao brincarmos em uma gangorra: estar embaixo provoca sensações e sentimentos diferentes de quando se está em cima ou no meio. Cada experiência é única e igualmente merecedora de honra.

Sob essa mesma perspectiva dual, podemos dizer que a evolução segue o caminho do amor ou da dor. A escolha pela dor não significa falta de amor, mesmo porque em essência, na unidade, só existe amor. A dor provém da ilusão da separação.

É importante lembrarmos que a base da lei da atração é a consciência de que nada acontece por acaso: a partir de nossa vibração, atraímos todas as situações que vivenciamos.

A transformação é nossa natural ferramenta rumo à evolução. Quanto mais expandimos nossa consciência, maiores são os desafios que a vida nos apresenta. Entretanto, nessa estrada ascendente, também passamos a contar com mais recursos para não precisarmos nos fixar na dor, já que o amor vai se tornando cada vez mais presente.

A lei da atração funciona em um universo multidimensional, a partir da consciência da unidade, não negando as polaridades, mas transcendendo-as.

 

Adriano Rizk
Hoje, trabalho como Psicoterapeuta Transpessoal, Tarólogo, Astrólogo. No início dos anos 2000, ainda na faculdade de administração, descobri o teatro, onde vivi experiências energéticas de expansão de consciência. Fui estudar a linguagem artística do palhaço e mergulhei em um profundo processo de autoconhecimento. Escolhi a física quântica, a psicologia transpessoal e a kaballah como pilares para me tornar Terapeuta Holístico.
http://www.psicoterapia-transpessoal.com/

https://osegredo.com.br/2017/06/lei-da-atracao-partir-da-nossa-vibr…

IR ALEM DA NOVA ERA


  • Maria Chambers
    27 de maio de 2017

    Um conhecido, no café, às vezes quer saber por que o mundo parece muito pior do que há alguns anos. Eu destaco que estamos passando por uma mudança de consciência. Que há pessoas suficientes agora no planeta, embora seja um número muito pequeno, que torna possível passar para uma era totalmente nova.

    E continuo explicando que aquilo pelo qual o mundo está passando, é que os lugares em que as questões foram escondidas, estão agora vindo à tona. Por isso parece que as coisas estão ficando piores, mas, de fato, são simplesmente bolsões do despertar inconsciente. Mas, para o mundo, será um processo relativamente lento.

    E, para nós, que optamos por despertar nesta existência, realizar nossa iluminação encarnada, as coisas são mais aceleradas. Estivemos nos preparando para isso durante muitas existências, literalmente.

    Aquilo pelo qual o mundo está passando, nós já o fizemos. Atravessamos a nossa escuridão e dispendemos muitos anos lutando com nossos ‘demônios’, até que compreendemos que a escuridão vem da luz. Que não é ruim, mas apenas partes nossas que estiveram ocultas.

    Percebemos que o despertar é simplesmente aceitar todas as nossas partes: a luz e o lado sombrio. Nosso humano e nosso divino.

    O restante do mundo ainda não se apropriou da sua escuridão, em vez disso está projetando-a em um inimigo de algum tipo. Esse inimigo pode ser o governo, as grandes empresas, as riquezas, outras raças ou o diabo. Em um nível interpessoal, podem ser seus filhos, seu cônjuge, seus colegas de trabalho, seu chefe.

    NOSSO CORPO

    Vocês podem dizer que o nosso corpo físico é como o resto do mundo. Está ainda funcionando sob a velha consciência. É mais lento em captar nossa consciência iluminada porque é constituído ainda de carbono. Devido à luz que invocamos, estão  vindo à baila problemas, doenças de longa data. As coisas estão vindo à superfície para serem removidas.

    Assim como testemunhamos a aparente escuridão e caos no globo, e compreendemos que é simplesmente o precursor da mudança, assim é com o nosso veículo físico. Está simplesmente passando pelas próprias mudanças e repetições. Não precisa que se julgue como um sinal ruim, que há algo de errado, que fizemos algo errado, ou como um sinal de as coisas estão fadadas ao desastre e à ruína.

    TRATA-SE DO FIM DO MUNDO CONFORME O CONHECEMOS

    Muitas pessoas concordam com o fim dos tempos como significando o fim do mundo. Que o planeta se dirige para a autodestruição. Mas sabemos que isso é simplesmente o fim da velha era. E até mesmo o fim da Nova Era. A introdução da luz crística no planeta inaugurou uma nova era de consciência. Mas, como em qualquer ciclo novo, o velho deve se desintegrar. Os sistemas antigos precisam mudar e desfazer-se. E isso provoca um grande medo.

    Faz com que grupos e indivíduos entrem em pânico e tentem manter o status quo. Os negociadores do poder trabalham horas extras para manter o seu poder. Mas, o que eles estão descobrindo é que na Nova Era, não há necessidade de poder, que o poder é uma ilusão.

    Portanto, tentar fazer as coisas do modo antigo fica cada vez mais difícil.

    A nova consciência diz respeito à permissão. Não tentar mudar as coisas. Não exercer pressão sobre as coisas, a consciência crística se refere realmente a se permitir e receber. É um modo diametralmente diferente de vida da que levamos durante eons.

    A iluminação encarnada se refere a colocar-se em primeiro lugar. Trata-se de permitir-nos ser humanos e convidar nossa alma para o nosso corpo, e nossa vida, do modo como este corpo e esta vida são. É um processo com frequência extenuante. Traz as coisas à tona. Pode criar o caos temporariamente. Exige uma devoção a nós mesmos e isso requer que sejamos um pouco egoístas. Que frequentemente nos afastemos das distrações. Dos emaranhamentos com outros seres humanos.

    A JORNADA TERMINOU

    Nem é mesmo uma jornada espiritual. Porque a maioria dos assim chamados buscadores espirituais estão tentando achar o espírito. Eles estão em uma busca. Eles estão interessados  principalmente em como podem melhor servir o restante do mundo.  Eles aderem à unidade de consciência, em que as necessidades alheias vêm em primeiro lugar.  Há um lugar para isso, e, em um nível da alma, eles estão simplesmente onde precisavam estar. Mas isso não é iluminação encarnada. A maioria das pessoas na comunidade da Nova Era está envolvida no processo da busca espiritual e não estão prontos para encarar o próprio lado sombrio. Eles estão ainda concentrados somente na luz.

    A iluminação encarnada não se refere a buscar alguma coisa, ou tentar melhorar o nosso eu humano. Não se trata de ser um ser humano melhor ou mais amoroso e generoso. Não diz respeito a meditação, cristais, óleos essenciais, portais energéticos, ET’s, pessoas que oram pela paz mundial ou que acreditam em teorias da conspiração. Não se trata de analisar todos os nossos problemas. Nem de curar os demais ou até nós mesmos.

    Trata-se simplesmente de aceitar-nos como o ser humano limitado, com uma mente limitada e permitir que essa nossa parte que é ilimitada, nossa consciência crística, floresça em nosso íntimo. Isso faz toda a transformação necessária. E se torna a solução para todos os dilemas do mundo. Isso é feito com uma alma de cada vez.

    Direitos Autorais:

    Copyright © 2017, Maria Chambers. Todos os direitos reservados. Por favor, sintam-se bolivares para compartilhar este conteúdo com os outros, publiquem em seus blogs, página do Facebook, etc., mas mantenham a integridade deste artigo por incluir o autor, o tradutor e o link do site:

    Maria Chambers – https://soulsoothinsounds.wordpress.com

    Tradução de Ivete Brito – adavai@me.com – www.adavai.wordpress.com

     

    Publicado por Fatima dos Anjos em 19 junho 2017

A ASCENÇÃO AO REINO DA LUZ

Posted by on 17/06/2017

A ASCENÇÃO

O Que vem a ser a ASCENSÃO?  Ascensão significa a retração de TODA energia de qualidades desarmônicas que tecestes por meio de vossas criações humanas, durante vossas várias encarnações, nas vossas próprias auras.

Todo pensamento ou sentimento, toda palavra ou ação, enfim, a menor partícula, alguma vez usada de forma incorreta, deverão ser libertados e transmutados em perfeição. Isto se efetua por meio de um espontâneo e vigoroso uso da Transformadora e Misericordiosa  Chama Violeta.

Edição e imagens:  Thoth3126@protonmail.ch

A GRANDE FRATERNIDADE BRANCA

Extraído do Livro “Haja Luz” editado pela Ponte para a Liberdade.

A Ascensão ao reino da Luz é a meta destinada a cada homem/mulher da Terra. Esta ASCENSÃO NA LUZ é assaz importante para a completa expressão do Plano Divino e também para cada ser elemental ou para cada anjo que, por amor à humanidade, tenha aceitado, passageiramente, a encarnação no âmbito humano.

A todos os que desejam tomar parte no processo de libertação da Terra, é imprescindível saber que a atividade da Chama da Ascensão pode ser aplicada, diariamente, na vida prática, para transformar as qualidades de energia dos elementos inanimados, assim como para agir nas criaturas, em favor de sua elevação. Apelai pela Chama da Ascensão em favor dos quatro elementos: da terra, da água, do ar e do fogo e observai a transmutação de energia que se efetua por meio de vossos apelos.

No mínimo, a meta de cada emanação de vida é a Ascensão ao corpo eletrônico da Presença “EU SOU”, onde o ser humano estará livre para sempre de toda forma de limitação, desarmonia e impureza. Se os povos da Terra quisessem aceitar a possibilidade da Ascensão pessoal, em vez de achar que a “ordem natural do Plano Divino” seja a velhice, o prejuízo, a limitação e a morte, então tudo seria mais fácil. 

O Que vem a ser a ASCENSÃO?

Ascensão significa a retração de TODA energia de qualidades desarmônicas que tecestes por meio de vossas criações humanas, durante vossas várias encarnações, nas vossas próprias auras. Todo pensamento ou sentimento, toda palavra ou ação, enfim, a menor partícula, alguma vez usada de forma incorreta, deverão ser libertados e transmutados em perfeição. Isto se efetua por meio de um espontâneo e vigoroso uso da Transformadora e Misericordiosa  Chama Violeta.

A Chama Violeta

Os abençoados discípulos que estão se preparando para a Ascensão, em geral, não só transformam seus próprios carmas destrutivos, mas também ajudam os humanos a se libertarem de seus carmas negativos. Quando um discípulo tem o desejo de “colocar todas as coisas, novamente, em ordem”, os Mestres dão-lhe maior assistência. A Ascensão não é tanto um “acontecimento místico”, é bem mais uma ciência. O discípulo é instruído, por meio da aplicação do Fogo Sagrado, para ativar as vibrações dos átomos dos quatro corpos inferiores, de modo que todas as vibrações negativas possam ser alijadas de seus corpos e de suas auras.

A Ascensão pública de nosso Bem-Amado Mestre Jesus realizou-se com a finalidade de provar aos olhos humanos a Sua ÚLTIMA DETERMINAÇÃO! A grande misericórdia da vida tem como finalidade dissolver e transmutar toda imperfeição que paire em torno de cada átomo por meio da CHAMA VIOLETA, e que é, realmente, vida qualificada.

Para o vosso uso, a vida providenciou a água. Seria difícil se tivésseis que precipitar cada gota de água que vos fosse necessária. Igualmente se processa em relação ao Fogo Violeta. Ele existe, não necessitais criá-lo! Mas o uso diário e dinâmico do apelo é indispensável a cada um que deseje usá-lo, para assegurar o alívio de suas preocupações, alcançar a perfeição e finalmente a Ascensão.

Quanto mais entusiasmo, alegria e bem-aventurança conseguirdes em vossos apelos, tanto mais depressa manifestar-se-á vossa vitória. A  Autocrítica, autocomiseração, autoindulgência e autodesprezo por erros passados não estão em concordância com a Lei. Existem muitas experiências com as quais os “candidatos à Ascensão” deverão entrar em contato, até que consigam reconhecer em seus próprios corações o poder da SAGRADA CHAMA CRÍSTICA e com seu auxílio aprendam a dominar os seus quatro corpos inferiores.

Toda a vida apoia-se na Lei do ciclo. O próprio Cristo esclarece isso através da descida do espírito à matéria. Porém isso representa somente a metade dos princípios vitais! A luta pela Ascensão das emanações de vida deveria ser um processo diário. E, por que não dizer, de todas as horas? A pura energia da Presença Divina é ampliada e multiplicada pela personalidade, através do uso construtivo da energia de vida. A conquista da Ascensão deverá ser considerada em cada segundo como uma realidade e fazer parte essencial da vida diária.

Se o fluxo da energia de vida da Presença Divina “EU SOU” emitido à forma humana é maior do que o refluxo desta forma à Presença Divina, então o indivíduo é um “prisioneiro da Terra“, assim como parece ser a maioria da humanidade. Mas se, ao contrário, o refluxo da energia acumulada com o aperfeiçoamento da personalidade (onde as qualidades são multiplicadas) for maior do que o “fluxo”, então a Chama Trina individual será animada e ela aumentará em crescente atividade até realizar-se a Ascensão!

A Chama Trina

Esforçai-vos, dia a dia, para receber esta energia da Presença Divina e carregai-a com a DIVINA-BOA-AÇÃO! Isso aumentará vossas reservas de origem e vós próprios erguereis a ESCADA na qual ascensionareis para a vossa liberdade.  O Mestre Ascensionado Saint Germain disse: “Se somente 51% (cinqüenta e um por cento) de vossa energia for usada construtivamente, vossa Ascensão estará assegurada”! Realmente, isso é um insignificante “superavit”, um por cento a mais do que a metade de toda energia divina que retorna carregada de perfeição.

A média dos indivíduos aproveita mais ou menos 3% (três por cento) na forma construtiva, 25% (vinte e cinco por cento) na forma negativa; os restantes 72% (setenta e dois por cento) se constituem de forças malbaratadas! Estes setenta e dois por cento de energia são esbanjados em sentimentos emoções e pensamentos passageiros. Todos os dias vós recebeis “toneladas” da mais pura energia vital oriunda da puríssima vida original de Deus, isto é, a “EMANAÇÃO DA IRRADIAÇÃO DESCENDENTE“.

E, diariamente, enviais apenas um tênue “fiozinho” de bons pensamentos, afirmações, esforços e bons propósitos; isto é a “EMANAÇÃO DA IRRADIAÇÃO ASCENDENTE”. A Ascensão é pois uma realidade fundamental científica. A emanação da irradiação ascendente e a emanação da irradiação descendente deverão equilibrar-se com o saldo favorável deste um por cento! Analisai-vos! Vosso corpo mental está livre de formas-pensamento de miséria e infortúnio? Estará ele livre de distorções em relação à imagem que fazeis de vossos irmãos? Livre de más impressões sobre a velhice? Vosso corpo-pensamento é capaz de manter o modelo divino assim como o Plano Celeste de vossa própria identidade e o de vosso próximo?

É necessário equilíbrio nos centros de energia do corpo, os Chakras.

Vosso corpo sentimental encontra-se mergulhado na depressão? Ou repleto de sentimentos negativos que emergem como limitações e suposições, tais como de velhice e doença? Ele se encontra carregado com aborrecimentos de toda espécie? Ou está pleno de entusiasmo, fé, iluminação, entendimento e amor a Deus e ao próximo? Permanece puro e cheio de vontade de ajudar nosso Bem-Amado Saint Germain na iniciação da Era para a Liberdade e por este meio servir aos humanos, através do poder dos apelos e irradiações?

E vosso corpo etérico? Mantém-se isento de todo sentimento de ódios ocultos e de intolerância? De revoltas ou de injustiças que vos foram impostas por outros? Estará ele imune de ofensas ou recordações imperfeitas? Ou está repleto de pensamentos e recordações de Força e de Luz, que são aplicadas pelos seres ascensionados e que vós mesmos, algum dia, ireis usar?

Vibra vosso corpo físico satisfeito, jovem, cheio de força vital? Desenvolveu ele a maestria e a austeridade? Recusa a hipótese de decadência, doença e desenlace? Consegue desenvolver a força da persistência, quando lhe é pedido desistir do sono e apelar pela Luz, para auxiliar a todos que se encontram em trevas?  Seria bom, desta maneira, por à prova vossos quatro corpos!

O 4° Chakra, o ANAHATA, no coração humano, a sede da ALMA, o verdadeiro SER. 

Não conheceis o dia nem a hora em que sereis convocados para prestar uma incumbência sigilosa em um grande trabalho cósmico; devereis, talvez, seguir para o rumo leste ou oeste, norte ou sul! Os Mestres Ascensionados necessitam de vossas inteligências vigilantes, de vossos sentimentos calmos, equilibrados, de vossos corpos etéricos em paz, de vossas forças de vida revitalizadas e do otimismo dos vossos corpos físicos! 

Os Mestres estão vos convocando para que estejais preparados, quando o chamado for dirigido a vós, seja para completar vossa Ascensão ou encarregar-vos de maiores tarefas. Por isso, Nós vos aconselhamos: purificai e harmonizai, CONSTANTEMENTE, vossos quatro corpos inferiores, para que estes estejam equilibrados e prontos! Os Mestres vos dizem: “O dia virá e então recordareis as Nossas Palavras”!

Permitida a reprodução, desde que mantido no formato original e mencione as fontes.

thoth(172x226)

                                                              www.thoth3126.com.br

O FUTURO E A ASCENSÃO DA TERRA

O FUTURO E A ASCENSÃO DA TERRA
Mensagem de Metatrom Canalizada por Natalie Glasson
09 de junho de 2017

O futuro da Terra já está presente e disponível para que todos possam ver e vivenciar. É uma dimensão em que muitas almas já existem. Está à disposição agora para todos na Terra. Em lugar de mudar o seu corpo físico ou mesmo passar para o seu corpo de luz para acessar a dimensão que demonstra o futuro da Terra, é simplesmente uma frequência energética que a mente absorve, reflete e, então, se transforma.

 

Sua mente cria a realidade que vocês experimentam por meio de um conjunto de pensamentos, emoções, crenças, experiências passadas, temores e desejos. As energias de maior destaque em seu ser, quer positivas, quer negativas, apoiam a criação da sua realidade, enquanto a mente se utiliza disso para atrair energias semelhantes para a sua realidade, para que vocês experimentem. Seus pensamentos, emoções, crenças, experiências passadas, temores e desejos geram frequência de luz, energia, som e informação em seu interior, ao criar um estado semelhante ao sonho de sua própria produção. Vocês são, então, mais influenciados pela consciência coletiva da humanidade e as percepções das gerações passadas. As informações básicas que lhes ensinaram como fatos criam um túnel através do qual vocês veem a sua realidade. Mesmo as informações e ideias que vocês percebem como normais e corretas acerca de como os seres humanos deveriam viver na Terra e o que a Terra deveria parecer são todas originadas das perspectivas dos outros.

Na verdade, são semelhantes a muros que bloqueiam a sua capacidade de ver a Terra e a si mesmos a partir da própria verdade interna, de sua perspectiva natural e seus olhos. Sua perspectiva natural é a percepção de sua alma, a contemplação de sua alma que lhes permite ver além das limitações e ilusões, ao reconhecer o que está realmente presente, em lugar daquilo que a humanidade acreditou estar presente durante muitos anos.

 

Quando acessam a dimensão futura da Terra, vocês estão se permitindo ver a Terra e a humanidade a partir de novas percepções internas. Essas novas percepções produzidas pela alma são ilimitadas, amorosas, criativas, puras e verdadeiras, criadas por pensamentos, emoções, crenças e objetivos positivos e satisfatórios. Mais de 80% dos temores serão sanados e erradicados, enquanto as experiências passadas limitantes e percepções liberadas, permitir que um espaço maior para o amor e a verdade do Criador e do Universo preencham o seu ser. Assim, a frequência de nosso ser irá alterar-se. Portanto, a sua mente estará utilizando o amor, a expansão e as frequências gratificantes para atrair o mesmo e até mais para a sua realidade, para que vocês experimentem. Na verdade, vocês estarão mais de 80% alinhados com o Criador, permitindo que Tudo o Que É o Criador flua por vocês em abundância. É importante saber que, quando vocês começam a se permitir ver através dos olhos da sua alma, vocês já estão vivenciando 40% de alinhamento com o Criador, o que significa que vocês são capazes de atrair algumas experiências satisfatórias e amorosas para a sua vida e vislumbrar o futuro da Terra.

 

Qual é a dimensão conhecida como o Futuro da Terra?

 

As dimensões são simplesmente frequências energéticas que, quando vivenciadas e incorporadas, fazem parecer que o mundo inteiro é repleto de criação e encontros. Cada dimensão possui uma frequência diferente, e, consequentemente, uma intenção diferente de experiência. A dimensão conhecida como o Futuro da Terra é realmente bela, demonstra a Terra e a humanidade existindo em harmonia, e com mais de 80% de alinhamento com o Criador em um nível físico. Amor, verdade, felicidade, realização, paz, saúde perfeita e abundância à disposição para que todos experimentem. A grande benção com essa dimensão é que tem uma profunda e potente presença de vibrações criativas do Criador. Isso é porque o Criador está presente em todos, e também porque a Mãe Terra ao existir em sua mais pura vibração é uma fonte de imensa criatividade, que está além de limitações e fronteiras. Quando a humanidade existe em alinhamento com o Criador, ela reconhecerá as profundas energias e capacidades criativas da Mãe Terra. A humanidade e a Mãe

Terra, então, começarão uma jornada profunda e significativa juntas, casando a energia da criação e a pura intenção do Criador. Isso será tão poderoso que preencherá o Universo do Criador com tal beleza originada da essência do Criador e nunca antes experimentada por muitos. A beleza preencherá o Universo do Criador e inspirará uma grande e poderosa Mudança Cósmica que irá impactar tudo de modo positivo.

 

Preparação para o Futuro da Terra

 

Qualquer pessoa na Terra pode acessar a Dimensão do Futuro da Terra agora. Não há necessidade de aguardar até que toda a humanidade mude. A dimensão já está presente; não há necessidade de a humanidade criá-la na Terra. Em vez disso, é necessário que a humanidade crie as condições adequadas em seu ser, de modo que possa acessar e vivenciar plenamente a bem-aventurada dimensão da Terra. As condições apropriadas são os pensamentos, emoções, crenças e objetivos positivos e gratificantes. Mais de 80% dos temores sanados e erradicados, com experiências passadas limitantes e percepções liberadas, permitindo um espaço maior para o amor e a verdade do Criador. À medida que cada pessoa agir por si mesma para adquirir as condições apropriadas, então, parecerá como se a Terra ao seu redor estivesse se transformando. A Terra refletirá o que está ocorrendo dentro dos seus seres, assim como as transições que ocorrem na consciência coletiva da humanidade. Muitas energias antigas e percepções de limitação, medo, ilusão, serão trazidos à superfície para serem reconhecidos e liberados. Algumas ilusões podem estar tão entranhadas nas percepções da humanidade que podem parecer uma tremenda perda e mesmo criar processos de luto que serão sanados permitindo que a verdade surja.

 

É importante perceber que a verdade nem sempre é informação ou conhecimento; é muitas vezes um sentimento de libertação ou uma expressão que produz expansão. A verdade é uma expansão das percepções de si mesmos e do ambiente.

 

As mudanças e transformações da forma que vocês se percebem e percebem a realidade podem ser simplesmente internas, todavia, vocês podem ver, sentir e reconhecer todas elas como situações ou experiências sólidas em sua realidade local e no mundo. Há uma necessidade de que o mundo externo sólido se altere para que se alinhe com o seu mundo interno, o que demandará tempo. Exercer paciência e compaixão em relação ao mundo, não só irá apoiá-los ao lidar com as mudanças do mundo, criadas pelas transformações em toda a humanidade, mas também permitirá que vocês vislumbrem a Dimensão do Futuro da Terra mesmo nos momentos mais sombrios. Ao fazer isso, vocês perceberão tudo como a perfeição do Criador, quer lhes pareça positivo, quer negativo.

 

Importante lembrar-se

 

Qualquer situação em sua realidade ou no mundo, seja alarmante, seja inspiradora é um produto das percepções da humanidade e de vocês mesmos, passando das limitações para a libertação e o alinhamento com o Criador. É um processo de se criar a liberdade para todos, embora às vezes também seja um produto das antigas percepções limitantes que resistem à transformação. Muitas situações que vocês percebem como negativas surgem para criar uma reação na humanidade. A reação produz uma transformação interna que faz nascer novas percepções inspiradas pela alma e a liberação de antigas percepções limitantes.

 

Acessar a Dimensão do Futuro da Terra

 

Ao acessar a Dimensão do Futuro da Terra, vocês estão se alinhando, a Terra e a humanidade com o Criador, e com a experiência mais inspiradora e criativa da Terra. Lembrem-se, isso não é algo que se criou na Terra, é uma percepção da Terra e de si mesmos, que gradativamente surgirá dentro de vocês e farão sentir-se como se a Terra estivesse se transformando ao seu redor. Na verdade, será simplesmente a sua visão da Terra que estará mudando. Um exemplo disso, se vocês enfrentam o caos internamente, então esse caos estará presente em sua realidade local e no mundo, vocês também o verão nos outros e em suas ações. Se vocês curarem e liberarem a frequência caótica interna, então, vocês não a verão mais em sua realidade ou mesmo no mundo. Aos poucos, à medida que a humanidade liberar o caos, a presença e a criação do caos no mundo vão se dissipar completamente. Sua transformação interior é um catalisador que apoia todos, ao acessar a verdade do Criador.

 

‘Arcanjo Metatron, envolva-me em sua luz angélica para elevar a minha vibração e me preparar para a conexão com a Dimensão do Futuro da Terra. Deixe-me banhar-me e absorver todos os aspectos do meu ser na frequência sagrada da Dimensão do Futuro da Terra. Apoie meu corpo em vibração e harmonia com essa dimensão e minha mente alinhando-se com sua frequência. Ajude-me a vislumbrar, perceber, reconhecer e incorporar a Dimensão do Futuro da Terra. Deixe-me agora ver, perceber e reconhecer a verdade da Terra e do Criador. Obrigado. ‘

 

Vocês fazem parte do presente e do futuro da Terra e do seu processo ascensional.

Natalie Glasson canaliza mensagens dos seres de luz que o Arcanjo Miguel orienta para vir comunicar a sua sabedoria e compartilhar a sua energia para o crescimento espiritual da humanidade. Estas mensagens canalizadas se concentram na energia que está vindo mais proeminentemente dos planos internos, enquanto oferece orientação espiritual e inspiração. Natalie é famosa pela variedade de Arcanjos, Mestres Ascensionados, Elohins, Fadas, Unicórnios e Elementais que ela canaliza, o que permite ao leitor se conectar e a compreender muitos seres de luz, que são aspectos do universo do Criador e estão auxiliando no processo da ascensão na Terra. Para maiores informações vá até o site deste link: http://www.natalieglasson.com/Contact_Me.html

Fonte: Natalie Glasson, Wisdom of the Light, www.wisdomofthelight.com   – www.omna.org
Tradução de Ivete Brito – adavai@me.com  –
https://adavai.wordpress.com/2017/06/10/arcanjo-metatron-090617/

MISTERIOSO OBJETO PRÓXIMO A NETUNO ASSOMBRA CIENTISTAS

Posted by Thoth3126 on 18/06/2017

O misterioso objeto perto de Netuno que a ciência ainda não consegue explicar

Astronômos descobriram um corpo celeste localizado no sistema solar exterior depois da órbita de Netuno que se movimenta em uma órbita atípica, numa direção diferente da traçada por planetas ou asteroides que orbitam o Sol.. Niku significa “rebelde” em chinês. E, agora, é também o nome de mais um mistério a ser desvendado por astrônomos.

Edição e imagens:  Thoth3126@protonmail.ch

Um misterioso objeto identificado em órbita estranha além de Netuno não pode ser explicado

Fonte: https://www.newscientist.com http://www.bbc.com

Segundo a revista New Scientist, o brilho do objeto é 160 mil vezes mais fraco que o de Netuno, o que significa que ele pode ter menos de 200 km de diâmetro.

Mas o grande mistério é de sua órbita, na direção contrária da grande maioria dos objetos do sistema solar – inclusive da Terra. Além disso, orbita um plano que tem uma inclinação de 110º graus em relação ao sistema solar.

Por isso, ganhou o nome de “Niku”, que significa rebelde.

Espero que todo mundo tenha apertado os cintos de segurança, porque o sistema solar externo acaba de ficar muito mais estranho, tuitou a astrônoma Michele Bannister, da Queens University, em Londres.

De acordo com cientistas, sistemas planetários costumam ser planos, já que a nuvens de gás formadoras de estrelas criam um disco achatado de poeira e gás ao seu redor. As forças atuam para que todas as partículas ali girem na mesma direção.

Por isso, para qualquer coisa girar em outra direção ou ter uma inclinação diferente, ela tem que ter sido atingida por um outro objeto. Mas os cientistas ainda não sabem o que pode ter causado o fenômeno nesse caso.

Sempre que há algo que não conseguimos explicar no sistema solar exterior, é muito interessante porque, de certa forma, está antecipando uma nova descoberta”, disse à New Scientist Konstantin Batygin, do Instituto de Tecnologia da Califórnia, nos Estados Unidos.

Uma hipótese que chegou a ser cogitada é a de que o objeto esteja sendo atraído pela mesma força gravitacional que age sobre um grupo de corpos celestes alinhados de forma pouco usual no Cinturão de Kuiper – área no limite extremo do sistema solar após Netuno.

Esse grupo seria atraído por um planeta gigante que orbita o sol uma vez a cada 10 a 20 mil anos, o hipotético “Planeta Nove”. Mas Niku está perto demais do centro do sistema solar para fazer parte deste grupo.

Também cogitou-se que poderia haver por ali um planeta anão, como Plutão, que ocasionasse esse efeito. Mas, até agora, nada foi descoberto.


Desperta, tu que dormes, e levanta-te dentre os mortos (os inconscientes e ignorantes), e Cristo te esclarecerá. Portanto, vede prudentemente como andais, não como néscios*, mas como sábios”  –  Efésios 5:14-15

{Nota: Significado de Néscioadjetivo, Característica de quem não possui (não desenvolveu) conhecimento, capacidade, sentido ou coerência. s.m. Sujeito ignorante, estúpido, incompetente, burro, incoerente, inepto e sem discernimento. (Etm. do latim: nescius.)

Permitida a reprodução desde que mantida a formatação original e a citação das fontes.

http://thoth3126.com.br/

STRATEGIA JARO POR TUTMONDAJ VOĈOJ

La traduko aperis je 12 Aprilo 2017 19:45 GMT  Tradukoj  Kategorioj

La gvida skipo de Global Voices en Coyoacán, Meksiko, kun la meksika kontribuanto Juan Tadeo kaj la spertulo pri cifereca sekureco Gillo Cutrupi. Foto : Jeremy Carke.

La gvida skipo de Global Voices en Coyoacán, Meksiko, kun la meksika kontribuanto Juan Tadeo kaj la spertulo pri cifereca sekureco Gillo Cutrupi. Foto : Jeremy Carke.

Pasintmonate la kerna teamo de Global Voices [Tutmondaj Voĉoj] kunvenis en kvartaga seminario en Meksikurbo. Ni kutime renkontiĝas unufojon jare, sed la lasta fojo, kiam ni povis kunvenigi ĉiujn, estis januaro 2015 post la GV-pintkunveno en Cebuo, Filipinoj. Kvankam ni jam plene efike laboras en nia virtuala skipo, nenio povas anstataŭi kelkajn tagojn vizaĝalvizaĝajn por diskutadi pri malfacilaj problemoj, elpensi novajn ideojn kaj ellabori planojn por projektoj.

Neniu planada sesio estas kompleta sen nubo da koloraj gluslipoj sur muro!

Neniu planada sesio estas kompleta sen nubo da koloraj gluslipoj sur muro!

Nia renkontiĝo en Meksikurbo enfokusiĝis al revado kaj strategia planado, ĉar 2017 promesas esti decida jaro en la estonteco de Global Voices. Ni frontas al multiĝo de minacoj al la ideo de vero en novaĵoj kaj informoj en multaj landoj ĉirkaŭ la mondo. Tio estas akcelata tendenco, kiun ni observadis kaj kontraŭbataladis ekde nia fondo antaŭ pli ol jardeko. Samtempe retaj interparoloj nun okazas ĉefe en sociaj komunikiloj ordigitaj per algoritma filtrado de artikoloj kaj voĉoj, kreante filtrilojn por niaj realoj, kiuj povas impresi totalece. Estas bedaŭrinde, sed ne surprize scii, ekzemple, ke la Interreto en Mjanmaro nun estas plejparte en Facebook [Fejsbuko], kaj ke en multaj komunumoj la aplikada tavolo estas la sola parto de la interreto, kiun homoj spertas.

Kompreneble la ideo, ke reta spaco iam estis libera kaj malferma, ĉiam estas suspektinda en komunumoj kutimiĝintaj al ampleksaj registaraj filtrado kaj gvatado. Tio estas vera ankaŭ tie, kie multaj el ni vivas kaj laboras, ekzemple en Ĉinio, Barejno aŭ sub registaroj, kiuj lasttempe kondutas agreseme, kiel en Turkio.

La defioj, kiujn ni renkontis, kiam ni grupiĝis kiel komunumo, restas same grandaj kiel tiam, sed ilia naturo ŝanĝiĝis. Ni havas malpli da videbleco kaj eble malpli da konscio pri la entreprenoj de ciferecaj amaskomunikiloj, kiuj peras niajn pensojn. Ni povas vidi tiun ŝanĝon en la maniero, kiel legantoj rilatiĝas kun ni. Ekzemple pintoj en reta trafiko sur Global Voices kutime sekvas okazaĵojn en reala vivo. Kiam tertremo okazis en la Siĉuan-provinco de Ĉinio en 2008, ni sciis, ke intereso pri niaj artikoloj estas ligita al la propravoĉa dokumentado, kiun ĉinaj civitanoj kundividis rete, kaj kiun ni tradukis kaj analizis. En 2011 nia kresko en reta trafiko estis rekte ligita al nia raportado pri la arabaj ribeloj kaj la japanaj tertremo kaj cunamo, kaj tra la tuta tempo ni povis vidi periodajn pintojn en reta trafiko ligitajn al mondaj okazaĵoj — naturaj katastrofoj, politikaj ribeloj kaj ŝanĝoj, protestoj kaj konfliktoj.

Sed dum la lastaj jaroj ni vidis ŝanĝon en atento kaj rilatiĝo. Nun trafikaj pintoj akordas ankaŭ kun retaj fenomenoj, kiuj estas malligitaj aŭ forte interperataj de retaj fenomenoj. Ili estas atentataj okazaĵoj prefere ol efektivaj okazaĵoj — kreitaj kaj influitaj de algoritmoj. Ekzemplo estas la efiko de incita pepaĵo de Donald Trump, kiu ricevas pli da tempo kaj atento pere de amaskomunikilaj fluoj ol aliaj pli gravaj temoj, kiuj eble okazis en la sama tempo. Tiuj fundamentaj okazaĵoj eble eskapas la konscion de vasta publiko, ĉar artikoloj pri ili ne ricevas, intence aŭ hazarde, la algoritman favoron donitan al pli simpla, sensacia artikolo.

La reta trafiko de Global Voices de 2008 ĝis 2011. La pintoj koincidas kun efektivaj kurantaj eventoj.

La reta trafiko de Global Voices de 2008 ĝis 2011. La pintoj koincidas kun efektivaj kurantaj eventoj.

Ni en Global Voices neniam trovis, ke la debato inter reta skeptikismo kaj reta utopiismo estas interesa aŭ utila. Ni enfokusiĝas unue al la ofte senorda areno de homaj interago kaj komunikado, kaj rekonas ke teknologioj estas iloj desegnitaj kaj konstruitaj kun proprecoj, kiuj povas utili aŭ malutili al homaj interesoj. Kompreneble, estas malfacile antaŭdiri la moralajn efikojn de la plejmulto de teknologioj. Dum eblas desegni teknologiojn surbaze de principoj kiel malfermiteco, transpontado aŭ kunsentado, kies intenco, kompreneble, estas neniam sufiĉa en si mem por garantii profiton al individuoj, komunumoj aŭ publikoj. La simpla kialo estas, ke ni ne ĉiuj konsentas, kiujn valorojn subtenu niaj socioj.

Dirinte tion, ni akre konscias, ke valoroj ligitaj kun merkatoj kaj registara regado ĉiam pli dominas la interreton kaj poŝtelefonajn retojn. Iuj kredas, ke tiuj valoroj estas motoroj por homa progreso; la interesoj de merkatoj kaj registaroj estas ne nepre samaj. Tamen, iliaj interesoj estas interplektitaj en la deziro kompreni, katalogi kaj ordigi homajn aktivecojn, kun la rezulto, ke multe da nia enreta vivo estas senĉese observata kaj monitorata de socikomunikilaj firmaoj, de triapartiaj aplikaĵoj kaj reklamantoj, kaj registaraj agentoj. Registaroj en tro multaj landoj konscias kaj penas bridi enretan komunikadon, klopodante administri, kontroli kaj regi siajn loĝantarojn, ĉu kiel parto de strategio de organizita aŭtoritatismo, aŭ ĉu por sekvi spurojn de popolgrupoj, kiujn ili malfidas. Ili tro ofte vidas la tutan ideon de civitanaj komunikiloj — de la cifereca tavolo de komunikado, kiu akompanas kaj pligrandigas niajn vivojn — kiel minacon al ordo, kaj kiel minacon al la multaj potencoleviloj regataj de registaroj, reguligantaj oligarkiojn, reĝimojn aŭ etnajn, religiajn aŭ ekonomiajn plimultojn.

Konsekvence, produktado de niaspecaj artikoloj fariĝis pli komplika, riska kaj foje simple danĝera. La kontribuantoj en Bangladeŝo, Etiopio, Sirio, Barejno, Makedonio, Maroko, Venezuelo, Kubo kaj multaj aliaj landoj ricevis personajn minacojn en 2016. Iuj individuoj decidis ĉesigi verkadon aŭ kontribuon al Global Voices kaj aliaj retaj komunikiloj pro timo pri sia sekureco. Aliaj preferis memcenzuri sin, aŭ en kelkaj okazoj, translokiĝi al aliaj landoj.

Ni antaŭvidas, ke tiuj specoj de minacoj daŭros en la estonteco. Ni ne havas iluziojn, ke la aro de taktikoj disponeblaj por subpremi paroladon en tro multaj landoj estas varia kaj efektiva — de kampanjoj de misinformado, kiuj distordas kaj konfuzas, kiel la nuna histerio pri falsaj novaĵoj, al minacoj al sistemoj kiel DDOS-atakoj; al pli rektaj formoj de premado kiel malŝirmado, enrompo kaj ŝtelo de personaj informoj; al sufokaj leĝoj kutime uzataj por silentigi aŭ enkarcerigi; al fizika perforto kaj mortigo.

Eniri kaj partopreni en la pli kaj pli kontraŭstaran, malamikan arenon de publika parolado nun impresas multajn senkuraĝige, eĉ minace. Kaj ni eĉ scias, ke tiuj, kiuj atakas, povas mem fariĝi celoj en la sekvonta ciklo de malico. La ĉina modelo de la retserĉado pere de homoj anstataŭ maŝino, nomata homkarna serĉilo (人肉搜索, Rénròu Sōusuǒ) estas aplikebla al ni ĉiuj. La ideo pri la popolamaso denove ŝanĝiĝas reen al la pli pratempa difino aplikita en la 19a kaj 20a jarcentoj por priskribi niajn pli mallumajn, pli perfortajn memojn envolvitajn en grupa dinamiko. En tiu kunteksto, komunumoj de apogo kaj praktiko, kiuj luktas por principoj kaj normoj por reta parolado, estas pli viglaj ol iam antaŭe..

Tiu penso rekondukas min al niaj konversacioj en Meksikurbo. Ni pasigis multan tempon parolante pri lingvo — pri vortoj, kiuj povus kapti la esencon de la ekzistokialo de Global Voices. Post multaj provoj ni elpensis simplan, energiplenan skizon de principodeklaro, kiu estas, mi esperas, la deirpunkto por ajna strategio, kaj eble iel, estas strategio en si mem. Ĝi tekstas jene:

Traduko Origina citaĵo

Ni agnoskas kaj deklaras, ke atento al individuo kaj homaj rilatoj estas esencaj por konstrui pontojn inter landoj kaj lingvoj senkonsidere de origino, pozicio aŭ aliro al potenco.

Creative Commons License

Verkita de

Ivan Sigal

Translated (fr) by

Suzanne Lehn

Tradukita de

Herman D.

FONTO:  https://eo.globalvoices.org/2017/04/2529