POR QUE FAZEMOS O QUE FAZEMOS?

Published on January 30, 2017

Passamos a maior parte da nossa vida trabalhando. Logo, o que você faz, a sua carreira, tem uma importância enorme e merece ser muito bem refletida.

Esse foi o motivo que me fez ler o livro de mesmo nome desse artigo, escrito pelo professor Mario Sérgio Cortella. O primeiro, não a toa, do meu desafio de ler 50 livros em 2017.

Tirei muitas lições dessa leitura…

Quem consegue responder com autoridade o motivo pelo qual faz o que faz? Isso é um bocado difícil. Não conheço tanta gente que responda isso com autoridade, sem titubear, direto ao ponto. A maioria solta alguns dos clichês, mas nada além disso.

Até pouco tempo, as pessoas trabalhavam exclusivamente para cuidar da família, pagar a educação dos filhos, acumular algum patrimônio para deixar como herança e ter algo para velhice. Esse também era o comportamento esperado para os filhos… eles deveriam fazer o mesmo pelos seus netos… e os netos pelos bisnetos e assim por diante…

O propósito

Por que eles não aproveitam a vida? Esse é o questionamento das novas gerações ao ver o comportamento dos pais e avós, o que tem gerado muitas mudanças na relação das pessoas com o trabalho.

Porém, ao menos que a pessoa seja rica, terá que arrumar um jeito de se sustentar. É aí que rola a negociação interna:

“Ok, não posso fazer tudo o que quero, mas também não vou gastar a maior parte da minha vida fazendo algo sem propósito. Quero trabalhar em algo que faça alguma diferença positiva no mundo.”

Note que destaquei o termo “propósito”, pois ele, juntamente com os valores, formam o básico para o alinhamento entre empresas e funcionários. Faz muitos anos que as empresas tem quadrinhos com missão, visão e valores em suas paredes, tanto tempo que nem enxergam mais. Está na hora de atualizá-los e honrá-los…

Claro, sempre existirão empresas e funcionários medianos, mas as melhores e os melhores estão levando a sério o propósito e os valores. Dizem que cada pessoa tem o seu preço, mas ele está ficando cada vez mais alto… deve ser muito difícil ser diretor de RH em empresas que detonem a saúde das pessoas e o meio ambiente.

O propósito é também uma das coisas que nos diferencia dos robôs. Se você não sabe o motivo pelo qual faz algo, estão está alienado, isto é, perdeu a si mesmo. Agir no automático tira o senso de realização.

A rotina e a monotonia

Muitos ligam a ideia de automatismo com a rotina, o que é um equivoco. A rotina é o que faz os músicas de uma orquestra e os grandes atletas terem desempenhos incríveis. Você espera que o piloto do seu avião tenha seguido todos os procedimentos (rotinas), certo? Ou seja, a rotina é fundamental para as coisas serem bem feitas.

A monotonia, no entanto, é que ferra tudo! Fazer uma rotina sem perceber, no automático, é o verdadeiro problema. Ela é capaz de gerar grandes acidentes! Aqui tem muito da pessoa estar no lugar errado, o que leva aos rodízios que muitas empresas fazem. O rodízio não é só para isso, mas é bem usado nesse caso.

O mito da motivação

Uma das coisas que acho mais idiotas no mundo corporativo são as palestras motivacionais. Já vi umas bizarrices nesse sentido e tenho um “nariz de palhaço” sempre comigo para emprestar aos palestrantes. Afinal, se o cara acredita que vai motivar alguém, então vai funcionar melhor com um nariz de palhaço. Não? 🙂

“A motivação é uma porta que se abre por dentro”

Essa frase que o Cortella trouxe no livro é muito do que eu acredito. Não se pode confundir motivação com estímulo. A motivação é bem mais complexa e começa lá com o propósito… o estímulo pode vir de puffs confortáveis, guloseimas e cervejas grátis no escritório, algo até bem barato.

Conclusão

Entender o motivo pelo qual você faz o que faz é o começo para sair de uma vida alienada. Muitos dizem que depois dos 18 anos, o tempo passa mais rápido! Acredito que seja a partir daí que entramos no piloto automático.

Espero que você também leia o livro do Cortella. O que fiz aqui foi contar as minha lições, mas há muito mais para você lá. Inscreva-se na minha newsletter sobre livros. Toda semana dou boas dicas de livros e conto a minha jornada com o desafio de ler 50 livros em 2017.

Assine a minha newsletter principal e a newsletter para apaixonados por livros .

Estou presente também em outras mídias sociais: Facebook , Instagram , Twitter , Snapchat e Medium .

Publicado originalmente no site RobsonCristian.com

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s